Um projeto pioneiro em:

São João da Madeira

"Labor - Cidade do Trabalho"

Saiba mais

São João da Madeira

Apesar de ter apenas 8km quadrados, a cidade ocupa um lugar de destaque no tecido empresarial português, com um especial relevo para indústria do calçado. Não se fica, no entanto, por aqui, a sua grande diversidade empresarial faz de S. João da Madeira um exportador mundial de referência em Portugal. Isto é fruto do dinamismo e inovação de uma população flutuante e residente próxima das 50 mil pessoas, que formam assim a segunda maior cidade do distrito de Aveiro e um importante centro urbano da Área Metropolitana do Porto.

Apesar dos indicadores ambientais terem melhorado em 2018, a autarquia de S. João da Madeira quer ir mais longe. Deste modo, com o apoio financeiro do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), a Câmara Municipal de S. João da Madeira vai lançar este ano diversas medidas inovadoras na área ambiental.

A atribuição de 1600 ecopontos domésticos (cada um constituído por três recipientes de deposição seletiva de resíduos) e a redução de plásticos de utilização única  nos equipamentos e eventos municipais são parte da estratégia ambiental de S. João da Madeira.

Como realça o presidente dr. Jorge Sequeira, a aplicação destas medidas ambientais, este ano ficará marcado por uma “grande mudança de paradigma” no combate à produção de resíduos na cidade, o que passará igualmente pela concretização de um programa-piloto para testar a aplicação de um sistema poluidor-pagador, que permitirá que quem produz menos lixo pague também menos pelo serviço.

O objetivo é melhorar ainda mais os resultados conseguidos em 2018 em matéria de resíduos, que se traduziram numa redução de 2,29% da produção de resíduos urbanos indiferenciados na cidade, com uma média anual por habitante de 446 quilogramas.

 

Como chegar a São João da Madeira

©Seminário Internacional de Gestão de Resíduos